Gradient
5 a 7 de novembro de 2021 - November 5th to 7th, 2021

Tudo será transmitido on-line. Mas você pode participar presencialmente no sábado, dia 6 de novembro, no BS Innovation Hub, que fica no 1º andar do prédio BS Design, Avenida Desembargador Moreira, 1300, Fortaleza, Ceará.

Everything will be broadcast online. But you can participate on-site on Saturday, November 6th, at the BS Innovation Hub, located in the 1st floor of the BS Design building, at Desembargador Moreira Avenue, 1300, Fortaleza, Ceará.
sexta.png
sabado.png
domingo.png

A conferência / The conference

Palestras
Lectures
Interação
Interaction
Jogos
Games
Conversação
Conversation
Mercado de trabalho
Job Market

Falar idiomas estrangeiros é visto por muitos como um grande desafio. Contudo, também é uma realidade para mais gente do que se pode imaginar. Esta habilidade, tão requisitada no mercado de trabalho, possibilita conhecer novas pessoas e ter acesso a novos conhecimentos. Conseguir falar um novo idioma certamente abre muitas oportunidades

 

Desde 2016, acontece anualmente a Conferência Poliglota do Brasil, o Poliglotar. Durante este evento inovador, palestras e oficinas são apresentadas sobre os mais diversos idiomas e culturas do mundo. E os participantes têm a oportunidade incrível de trocar experiências com inúmeros entusiastas e profissionais das línguas.

Além disso, os participantes podem se encontrar com outros amantes das línguas e praticar seus idiomas num ambiente de imersão, algo que normalmente não conseguimos no nosso dia a dia.

Para saber mais sobre esse fabuloso evento, que já está deixando sua marca na história do poliglotismo no Brasil, continue visitando este site e descubra mais detalhes sobre o Poliglotar.

 

Vídeos

Poliglotar 2019
Poliglotar 2017
Poliglotar 2018
Poliglotar 2016

Até agora...

Eventos

5

Línguas

39

Palestras

102

1050

Participantes
 

Palestrantes / Speakers

Orgulho de trazer palestrantes inspiradores de todo o mundo.
Clique na foto para saber detalhes da palestra.
Se você quiser ser um palestrante do Poliglotar, entre em contato!

Palestrantes de 2021

Outros palestrantes deste ano serão anunciados em breve.
Poliglotar foto.jpg
Judy Um - Conheça a palestrante aqui

Interpretação comunitária: como e por quê?

Entre muitos tipos de interpretação, a interpretação comunitária é a mais necessária. É o que vemos com mais frequência na sociedade, seja em ambientes médicos, educacionais ou jurídicos. À medida que o mundo está cada vez mais globalizado com mais imigrantes, a necessidade de interpretação comunitária, especialmente jurídica ou judicial, está constantemente aumentando. Nesta apresentação, iremos percorrer os diferentes tipos de interpretação comunitária, apresentar o procedimento de interpretação jurídica, comparar os sistemas de diferentes países, explicar como se tornar um intérprete judicial e sugerir alguns caminhos para seguir em frente.
Judy Um é uma poliglota e especialista de idiomas de Seul, Coreia do Sul. Ela possui estudos em linguagem e literatura francesa e Hispânica e estudou na escola de pós-graduação em interpretação em Seul. Desenvolveu um interesse especial pela interpretação judicial depois de se envolver na interpretação judicial em um julgamento para refugiados. Tem experiência na combinação de seus dois interesses: idiomas e assuntos humanitários em diversas instituições, como o ACNUR e o tribunal administrativo de Seul. Ela pensa constantemente em contribuir para o mundo com suas habilidades e acha que você também pode fazer isso.
WhatsApp Image 2021-08-19 at 11.59.21.jpeg
Erick Fishuk - Conheça o palestrante aqui

Alfabetos cirílicos: línguas eslavas, túrquicas e persa

À primeira vista, o alfabeto cirílico, mais conhecido por servir de escrita à língua russa, parece difícil por causa de algumas letras com formas inusitadas. Porém, ele tem mais semelhanças do que diferenças com o alfabeto latino, e quem conhece o alfabeto grego já tem mais de meio caminho andado. A pronúncia é praticamente fonética, e a equivalência letra/som é ainda maior nas outras línguas eslavas, cujas versões do cirílico são apenas levemente adaptadas. A expansão imperial russa impôs o cirílico a outras línguas que pouco têm a ver com as eslavas, mas aprender as novas versões não é tarefa muito árdua. Esta palestra, com formato mais próximo de um minicurso, visa introduzir ao público os alfabetos cirílicos das línguas eslavas, e a partir delas, se possível, os alfabetos cirílicos de línguas não eslavas.
Erick Fishuk é bacharel e licenciado (2011) em História, mestre (2017) e doutorando em História Social pela Unicamp. Poliglota e tradutor autodidata, especializou-se em traduzir para o português textos e mídias em francês e em línguas eslavas sobre o comunismo no século 20 e movimentos de esquerda. Tem traduções de textos e artigos históricos publicadas em coletâneas por diversas editoras brasileiras e disponibiliza seu trabalho amador em www.fishuk.cc
WhatsApp Image 2021-08-26 at 16.37.49.jpeg
Gisele Tyba Orgado - Conheça a palestrante aqui

Nas trilhas da tradução para o ensino de línguas

Sendo uma área demasiadamente fértil, os Estudos da Tradução, em suas diversas ramificações cada vez mais amplamente exploradas, se mostram como um frutífero campo de comunicação interlinguística e intercultural. Igualmente diversas também são as abordagens que fazem uso de estratégias da tradução para o ensino e a aprendizagem de línguas estrangeiras, articulando sobre a efetiva multiplicidade da relação língua e cultura. Com esta palestra, objetiva-se compartilhar com os participantes algumas experiências vivenciadas por meio do emprego de estratégias tradutórias no ensino e aprendizagem de línguas, mais precisamente a língua japonesa e o PLE (Português como Língua Estrangeira).
Gisele Tyba Orgado atualmente é Leitora brasileira (MRE/Capes) na Universidade de Birmingham, e, em colaboração com a Embaixada do Brasil em Londres, atua como professora de língua portuguesa, literatura e cultura brasileiras. É mestre e doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução da UFSC. Pesquisadora sobre os Estudos Japoneses no Brasil pela Fundação Japão, atuou como professora de Língua e Cultura Japonesa; de Português como Língua Estrangeira; e de Inglês, no Curso Extracurricular de Idiomas da UFSC. Desenvolve pesquisas na área de tradução, atuando principalmente nos seguintes temas: tradução entre literatura e outras mídias, incluindo cinema de animação; tradução audiovisual; literatura infantil e juvenil; tradução e cultura; paratextualidade e (para)tradução; e lexicografia e tradução.
foto - plinio.png
Plinio Marco De Toni - Meet the speaker here

Motivation in Language Learning: how science can help you to do what you would like to be doing

One of the mysteries of human behavior is that people struggle to do what they know they should be doing in order to achieve what they want! In this presentation, we will see how we can use evidence-based psychological strategies in order to enhance motivation and achievement in Second Language Learning.

Dr. Plinio Marco De Toni is a Psychology Professor and Master's/Doctorate adviser in Bilingualism at the Midwestern State University (UNICENTRO-PR), in Brazil, where he coordinates the Psychology of Bilingualism Lab, with projects on Language Learning Psychology, Neuroscience of Bilingualism, Bilingual Families and Bilingual Children.
For the past 8 years he's been teaching classes on Neuroanatomy, Neuropsychology, Psychology of Language Learning and Bilingualism in English to his undergrad and grad students. He’s the father of 2 lovely bilingual kids and applies everything he teaches at the university to his own language learning journey! He speaks Portuguese, English and Italian and has been learning Greek and French.
WhatsApp Image 2021-09-05 at 22.30.52.jpeg
Gina Harla - Conheça a palestrante aqui

A voz expressiva do intérprete

“Eu falar Libras, precisar interprete falar voz mim pessoas entender. Será Interprete falar certo mim”? Este é o grito de um surdo que precisa de um Intérprete que lhe faça a voz e sua preocupação em se fazer entendido. Seja Intérprete de Libras ou Línguas orais, a voz é o instrumento que que fará com que o falante de outra língua se faça entendido. Mas... como é a qualidade da fala deste intérprete?

Apaixonada pelo que faz com mais de 30 anos em atuação multifacetada em todas as regiões do Brasil, a Intérprete agrega seus conhecimentos de Libras,
fonoaudiologia, música, telemarketing e oratória em sua performance Interpretativa. Seu foco é sempre O OUTRO.
WhatsApp Image 2021-08-26 at 16.40.56.jpeg
Vitor Hochsprung - Conheça o palestrante aqui

Do atleta ao fã de Harry Potter, tem linguística pra todo mundo

Já parou para pensar que até a língua das cobras em Harry Potter precisou de um estudo para ser criada? Já percebeu que a forma como os brasileiros falam Britney Spears é diferente do jeito que os americanos falam? E se eu te contar que eu estudo – e muito – gramática enquanto assisto BBB ou torço pelo Brasil nas Olimpíadas?

Vitor é apaixonado por entretenimento e pelos estudos da linguagem. Ambas paixões estão presentes em sua vida desde muito cedo. A segunda delas, contudo, é acompanhada de uma indignação: muita gente não sabe que a Linguística é uma ciência e que seus estudos vão muito além da ideia de falar ou escrever seguindo regras ditadas por um livro pesadíssimo. Muitos assimilam com a memorização
da gramática normativa, ou pensam que linguistas são necessariamente poliglotas. Vitor promove a popularização da linguística: começou o mestrado em março de 2020, mês em que o mundo deu a maior reviravolta deste século, pelo menos até agora. Com as aulas paralisadas e a sua vontade intensa de estudar, teve a ideia usar o Instagram (@vitorlinguistica) para falar de Linguística através de elementos da cultura popular. Nesta palestra, vai relatar a sua experiência. Falará sobre vantagens e desvantagens, facilidades e dificuldades, tipos de postagens e muito mais, sempre se baseando, claro, na singularidade da própria prática. Vamos falar de Linguística?

Mestrando em Linguística | PPGL - UFSC | Bolsista FAPESC
Divulgador científico - http://instagram.com/vitorlinguistica 
Núcleo de Estudos Gramaticais - NEG | http://neg.cce.ufsc.br
Laboratório Linguística na Escola - LALESC | http://lalesc.com.br
Licenciado em Letras - Português/Inglês | FURB
1601146678630.jpg
Clara Barros

Uma brasileira nos EUA: O que aprendi ensinando escrita para americanos

Poderia uma estrangeira ensinar um americano a escrever melhor em inglês? Essa foi a pergunta que respondi na prática trabalhando como tutora de escrita em uma universidade dos Estados Unidos. Nesta palestra, vou contar o que são e como funcionam os chamados writing centers (centros da escrita), tão comuns nos campi universitários dos EUA. Vamos abordar os principais conceitos de pedagogia da escrita utilizados lá, problematizando a figura idealizada do "falante nativo" e discutindo implicações para o ramo da tradução.


 
Clara Barros é tradutora e revisora especializada em versão para o inglês. Formada pela Universidade Internacional da Flórida, também atua como mentora de tradução — tanto de forma independente quanto por meio da plataforma Viver de Tradução, onde leciona o módulo "Oficina de Versão". Produz conteúdo sobre tradução e revisão no Instagram @claridade.s e ama construir conexões com colegas tradutores.
WhatsApp Image 2020-06-05 at 17.28.27.jpeg
Matías Ezequiel Barmat - Conoce al ponente aquí

Aprender catalán a través del español, el italiano y el francés

Voy a enseñar a la audiencia algunas palabras y frases en catalán, y mucho vocabulario, así como canciones e historias populares en catalán, español, francés e italiano, que puedan descifrar fácilmente. Vamos a analizar las similitudes de la lengua catalana a través de la gramática comparada de una manera inmersiva, interactiva y divertida.

Analista de sistemas con más de diez años de experiencia en desarrollos web. Periodista deportivo especializado en básquet, considerado por medios argentinos y extranjeros como especialista en estadísticas y análisis estadístico. Creador del sitio web www.worldhoopstats.com, considerado en su momento la mayor base de datos de estadísticas gratuitas de básquet del mundo. Licenciado en Periodismo, profundo conocedor del manejo de datos y estadísticas en medios de prensa deportiva internacionales.
Hiperpolíglota, hablante de 12 idiomas. Director of Recruitment de HYPIA (Hyperpolyglot International Association).
WhatsApp Image 2021-09-01 at 06.22.35.jpeg
Camila Teles

Empreender no digital

Mais da metade da população mundial está conectada à rede. E a velocidade da informação tem mudado a forma com a qual nos relacionamos com os outros e como fazemos negócios. Este é um momento de incríveis oportunidades, que nos faz refletir diariamente sobre o futuro que tanto desejamos. Para os amantes e profissionais de Línguas, trabalhar no Digital é como mergulhar num oceano de conexões globais. E uma outra grande vantagem, que se aplica a essa extensão da nossa realidade física, é poder trabalhar de qualquer lugar do mundo. Essa palestra é um chamado para o seu despertar dentro do universo do Empreendedorismo.
Camila Teles é apaixonada por Viagens, Marketing e Vendas. Há uma década, atua como Consultora de Negócios e os seus clientes são profissionais liberais, autônomos e pequenas empresas. Além da sua experiência como empreendedora, ela negociou com milhares de consumidores em mais de 40 países, trabalhando para empresa pertencente ao Grupo Moët Hennessy Louis Vuitton, e também como Diretora de uma das maiores galerias privadas de arte do mundo: a Park West Gallery. No Brasil, iniciou a sua carreira trabalhando na TAM e ocupou o cargo de Diretora de Vendas em Startup na capital paulista. Nos Estados Unidos, foi Diretora de Marketing do jornal brasileiro de maior tiragem no país, o Brazilian Times, e fundou o projeto Brazil in Boston para capacitar empreendedores e potencializar as suas vendas. Na Bulgária, desempenhou importante papel como Analista de Inteligência de Negócios dentro de uma das maiores multinacionais de Business Process Outsourcing: Sitel Group. Camila está aprendendo Búlgaro como a sua quarta língua, ela é Bacharel em Comunicação com habilitação em Jornalismo pela UESB, estudou Master in Marketing na ESPM e tem especializações em diferentes escolas, dentre elas: Boston University, MIT e Curtin University.
FOTO.png
Claudionor Aparecido Ritondale

As muitas funções do 'que' e do 'se' em português

Serão exibidas as 27 funções do 'que' e as 14 funções do 'se' em português, com explicações e exemplos. Trata-se de uma abordagem um pouco mais avançada do que exposições sobre conhecimentos básicos do português.

Claudionor é brasileiro, nascido em São Paulo, 64 anos, casado, professor de português e italiano. Autor de 63 livros, tem também alguns prêmios literários, um deles a primeira colocação num concurso de que participaram 1.700 professores-escritores, além de uma menção no principal prêmio de poesia do mundo, o Prêmio Nósside, da Itália, patrocinado pela UNESCO. Tradutor de inglês, italiano, espanhol, alemão e francês, revisor de textos, ex-bancário do Banco do Brasil, mantém alguns cursos a distância de tradução, revisão e de gramática do português. Já ministrou cursos pela mentoria Viver de Tradução e foi palestrante do Poliglotar 2019.
Samuel.jpeg
Samuel Vieira e Marjolein Benschop - Conheça-os aqui

Como aprender mais de um idioma ao mesmo tempo?

Por mais que o aprendizado de idiomas esteja cada vez mais difundido mundialmente, muitas pessoas ainda enfrentam muita dificuldade em aprender mais de um idioma ao mesmo tempo. Por isso, decidimos esclarecer dúvidas, desbancar alguns mitos e ofereces dicas práticas para que qualquer pessoa consiga aprender múltiplos idiomas assim como os mais experientes poliglotas. Se você quer saber como tornar o seu  aprendizado de idiomas mais organizado e eficaz, não perca essa palestra!
Profile pic.jpeg
Samuel e Marjolein são os fundadores da The Language Community, uma plataforma dedicada a facilitar a prática de conversação entre estudantes de idiomas. Sam é brasileiro, mentor de idiomas e um amante de línguas estrangeiras e fala português, inglês, espanhol, italiano, francês, alemão e sérvio (em diferentes níveis). Marjolein é uma poliglota holandesa e também mentora de idiomas que fala holandês, português, inglês, espanhol, italiano, francês, alemão e catalão (também em diferentes níveis).
Picture for Poliglotar 2021_David Allen Martin II.png
David Allen Martin II - Meet the speaker here

Translation³ (“Translation Cubed”): A 3-level translation-based methodology for faster and more enjoyable language learning

 

What eats up the greatest part of language learners’ time and is generally one of the most frustrating aspects of the language learning process? The answer is: Not understanding content you like and having to look up unknown words in the dictionary! My mission as a language learner and teacher has always been to create methods and utilize technologies that enable learners to learn foreign languages faster and more enjoyably by making them immediately comprehensible. 

My Translation³ web tool does exactly that: It first translates any foreign language text idiomatically (Level 1) and literally (Level 2) into the native language of the learner, so that the text can be instantly understood even by a complete beginner. As a result, learners can choose content based on their interests and preferences from Day 1 rather than being restricted by their current level of proficiency. 

In a second step (Level 3), the learner then actively translates the Level 2 word-for-word translation from their native language BACK into the foreign language to practice output (speaking & writing) in a controlled syntactical environment, thus significantly improving learners’ intuitive grammar competence without them having to learn explicit grammar rules. I call this last step Active Reverse Translation, or A.R.T.
 

David Allen Martin II studied Germanistik and Applied Linguistics (with an emphasis on Phonetics & Phonology) at the University of California, Berkeley as well as Translation/Interpreting (German-English-Spanish) at the University of Heidelberg in Germany.  As co-founder and pedagogical expert of the German-American venture LinguaThor, he currently teaches German and English online using Translation³ and other bilingual instruction methodologies he has created for the company. He has worked extensively as a professional translator and language learning coach in Germany, Spain and China, where he also studied Mandarin Chinese for a year at Beijing Foreign Studies University. He has translated over 1 million words of scientific, technical and medical German and Spanish during his 15-year career as a translator and is fascinated with translation as an art form and as a tool for accelerating the speed at which people can learn to understand and actively use foreign languages. To this end, he and LinguaThor recently launched the LinguaThor T3 Academy — an online language learning school dedicated to helping Spanish speakers learn German faster and more enjoyably.

 

LinguaThor T3 Academy: https://academy.linguathor.com/

Instagram: https://www.instagram.com/linguathor_fluency/

YouTube: https://www.youtube.com/c/DavidAllenMartinII

tully.png
Tully Ehlers

Anne With an E X Anne of Green Gables — Das Páginas para as Telas

 

Não é novidade que o cinema e a TV se utilizam da literatura como fonte de inspiração para suas produções. Algumas destas produções se tornam verdadeiras febres, e a série Anne With an E, que foi ao ar em 2017, foi um sucesso quase instantâneo, por abordar em seu enredo temas populares e relevantes entre os adolescentes e jovens que consomem as produções originais do canal de streaming Netflix. O sucesso da série levou os fãs da série aos livros que serviram de inspiração para o enredo da série, e surgiram diversas traduções das obras da autora canadense Lucy Maud Montgomery em nossa língua, publicadas por inúmeras editoras.

Nesta apresentação, quero conversar um pouco sobre as diferenças óbvias entre a série e os livros, e como a visão da adaptação mudou a forma como os fãs da série enxergaram a personagem dos livros. Pensando mais no âmbito da tradução literária, quero propor uma reflexão para verificarmos se a adaptação e o sucesso da série interferiram de alguma maneira no processo de tradução ou na forma de adaptar a linguagem da tradução ao público-alvo. E de forma mais pessoal, pretendo contar um pouquinho como foi minha experiência ao traduzir obras que eram mundialmente conhecidas, embora ainda fossem praticamente inéditas para o público brasileiro, e como me senti ao ver uma história da qual me sinto tão íntima ser transformada em uma série de sucesso mundial.

Tully Ehlers é uma autodidata que se tornou tradutora literária, graduada no curso Tradutor e Intérprete na Uninove, e iniciou a carreira no mercado editorial em 2014, ao traduzir o primeiro livro da série Anne of Green Gables, de Lucy Maud Montgomery. Depois disso, traduziu pela primeira vez no Brasil as obras que deram continuidade à história da personagem Anne Shirley. A profissional atua hoje na editora Pincipis, traduzindo obras clássicas da literatura universal e também na editora cristã UP Books, traduzindo obras de ficção cristã, como os livros que deram origem à série When Calls the Heart, de Janette Oke.
WhatsApp Image 2021-10-10 at 10.16.01.jpeg
Josiane, Artur, Alexandre e Guilherme

A prática no aprendizado de idiomas

A prática é fundamental para quem busca proficiência em línguas estrangeiras. Apesar do processo ter se tornado mais fácil com a internet, há ainda muitas dúvidas sobre qual a melhor forma de praticar, sobretudo, aquilo que se ouve e lê. Nesta palestra apresentaremos a Fluwi, a startup que surgiu em 2021 em formato de aplicativo. Falaremos sobre os recursos, formato, funcionalidades e diferenciais do aplicativo que busca facilitar a prática de entusiastas e poliglotas do mundo todo

Josiane Lima é graduanda em Linguística pela Unicamp, é hiperpoliglota certificada pela HYPIA (The International Association of Hyperpolyglots) e preenche a cadeira de CLO (Chief Linguistics Officer) na Fluwi. 

Artur Accorsi é graduando em Publicidade e Propaganda e preenche as cadeiras de CMO (Chief Marketing Officer) e UX/UI Designer na Fluwi.
Alexandre Lenfers é graduando em Relações Internacionais e preenche as cadeiras de Fundador e CEO na Fluwi.

Guilherme Salvati é técnico em Informática para Internet e preenche o assento de CTO (Chief Technology Officer) na Fluwi.
203981774_4074881675960416_8781822472758184210_n (3) (1).jpg
Wallace Armani - Conheça o palestrante aqui

Etnografia Linguística

Como realizar uma etnografia linguística? Em nossa palestra nós falaremos no que consiste a etnografia e como ela é realizada. A etnografia é uma metodologia de pesquisa amplamente utilizada na antropologia e na sociologia que consiste na relação direta do pesquisador dentro de uma determinada comunidade, tendo como premissa o relato das observações e interações do pesquisador sobre costumes, comportamentos, manifestações culturais e religiosas, línguas, modos de vida e relacionamentos. Em nossa palestra, falaremos como utilizar a etnografia para ampliar e aprofundar as nossas competências linguísticas, através de relatos de viagens e estudos de caso. Veremos como podemos realizar uma abordagem etnográfica tanto em nossas experiências em outros países como em sala de aula ou em grupos para praticar conversação.

Wallace Armani é um professor, tradutor e hiperpoliglota membro da HYPIA (The International Association of Hyperpolyglots), que estuda línguas desde os 14 anos. Já estudou línguas ameríndias, africanas, asiáticas e europeias, tanto mortas quanto modernas. Atualmente, se dedica ao estudo estrito de línguas indo-europeias modernas, mantendo contato com 13 idiomas diferentes, que são: inglês, italiano, russo, lituano, croata, esperanto, espanhol, macedônio, francês, alemão, holandês, papiamento e letão. Como professor de idiomas, já ultrapassou a marca de 5000 horas de ensino. Conhece os seguintes países: Itália (2008, 2013 e 2019), Áustria (2013 e 2019), Lituânia (2017), Letônia (2017), Rússia (2017), Portugal (2019), Suíça (2019), Eslovênia (2019), Croácia (2019 e 2021) e Bósnia (2021). Possui uma formação acadêmica ampla e humanista, com interesses em áreas como: secretariado executivo, empreendedorismo, sociologia, ciências humanas, ciência política e letras. É aluno de mestrado em sociologia política, no IUPERJ-UCAM. Dentro da sociologia, suas áreas de interesse são: democracia, crises, trabalho e exclusão social, linguagem, arte, relações raciais, teoria social, política, economia e ideologia.

Paterson Franco Costa.jpg
Paterson Franco e Volha Yermalayeva

Sobre ensinar "Belarus" ao ensinar belarusso no Brasil

De onde vem e o que significa o nome Belarus? Como e para que aprender belarusso no Brasil? Que lugar ele ocupa na família das línguas eslavas? Por que belarusso usa três alfabetos? Como escrever seu nome em belarusso com alfabeto cirílico e como transliterar os nomes belarussos para português? Abordamos essas e outras questões de Belarus e sua língua e tiramos a sua dúvida: "e Bielorrússia, então, é o quê?".
Volha Yermalayeva Franco.jpg
Volha Yermalayeva Franco, tradutora e professora de idiomas no Clube Eslavo, criadora do primeiro curso de belarusso no Brasil. Formada em Patrimônio Cultural. Fala belarusso, português, russo, inglês e ucraniano. Estuda alemão, mandarim e guarani.

Paterson Franco Costa, tradutor e professor de idiomas. Doutorando em Letras na UFBA, pesquisador de literatura belarussa e tradução intersemiótica. Fala e ensina português, belarusso, inglês, espanhol, italiano e francês. Estuda mandarim.
Foto O.png
Olga Koeva - Conheça a palestrante aqui
The linguistic story of a Bulgarian hyperpolyglot

In this presentation, Olga will tell about her relationship with languages in her life. She will explain why languages became her passion and how she is currently maintaining all the languages. Additionally, she would be happy to answer all the questions of the audience and would like to encourage the audience to ask them in different languages. You have 13 alternatives: Russian, Bulgarian, English, German, French, Spanish, Italian, Portuguese, Czech, Dutch, Swedish, Norwegian and Danish. 

Olga Koeva is a Bulgarian hyperpolyglot and a professional organist and pianist. She has a Bachelor's degree in sacred music and a Master's degree in organ improvisation. Currently, Olga is making a Bachelor's in International Relations and Management at the University of Applied Sciences in Regensburg, Germany.

She has always been interested in studying, practising, analysing and improving languages. Olga speaks 13 languages fluently and is still improving them by reading literature in all these languages, listening to radio and communicating with her friends.
WhatsApp Image 2021-09-30 at 14.31.37.jpeg
Juan Rodrigues da Cruz - Conheça o palestrante aqui

Afinal de contas, o que é o gênero neutro? Uma análise da história da língua

Traçarei um comentário sobre a gramática da língua latina, explicitando os usos do gênero gramatical neutro e os motivos que levaram ao seu apagamento no português falado contemporaneamente. Haverá espaço também para uma breve discussão sobre políticas linguísticas, considerando que há em tramitação, em alguns locais no Brasil, projetos de lei voltados à proibição do uso de linguagem neutra em documentos.

Juan é licenciado em Letras-Português/Inglês pela Universidade Veiga de Almeida (onde também se formou revisor de textos) e especialista em língua portuguesa pelo Liceu Literário Português (com foco em História da Língua Portuguesa e Filologia Românica). No momento, cursa o Mestrado em Estudos de Linguagem, na Universidade Federal Fluminense (linha de pesquisa: História, Política e Contato Linguístico).

Atualmente, é Diretor Secretário do CiFEFIL (Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos), estando diretamente à frente da organização de eventos e documentos do Círculo e sendo autor de alguns artigos por ele publicados, na área de linguística. Desenvolve pesquisas principalmente nas áreas de linguística histórica e comparativa e línguas indígenas brasileiras.

maddy headshot.jpeg
Madeleine Kelly - Meet the speaker here
The importance of mastering your first language

As a writer and a native English speaker, I've had to master my first language. I can also speak French, and the mastery and education I've had in English has helped me improve my second language. Finally, learning your first language well opens up so many doors in terms of employment, as almost everything we do requires writing and comprehension (and it's better if that writing is strong and comprehension is deep). 

Madeleine Kelly is a Canadian sports journalist and 2020 Olympian. She graduated from the University of Toronto in 2017 with a degree in English Literature and went on to work as a writer for Canadian Running Magazine and the Toronto Star. 

IMG-20200113-WA0004[1].jpg
Miguel Ariza - Conoce al ponente aquí

¿Qué es el "laddering"? ¿Cómo usar este método para aprender nuevos lenguajes sin olvidar los previos?

El "laddering" es un proceso usado por muchos políglotas para aprender lenguajes. En esta presentación, voy a explicar lo que es el "laddering", por qué lo usamos para estudiar más lenguages, y por qué no olvidas los lenguajes que estudiaste antes si usas este método. Tambien voy a dar mis propios ejemplos en como yo uso este proceso para estudiar más lenguajes usando otros lenguajes que he estudiado en el pasado.

Miguel es un entusiasta de idiomas de padres mexicanos, que nació en la ciudad de Nueva York, y ahora vive en Brasil. Un "autodidacta" tardío desde los 23 años, ha tratado de estudiar numerosos idiomas y encontró interés en los idiomas eslavos, pero como tutor, disfruta ayudar a otros con el español y el inglés, así como en otras cosas que otros en la comunidad de entusiastas de lenguajes puede necesitar, como ser voluntario de las conferencias de idiomas.
WhatsApp Image 2021-10-23 at 10.37.52.jpeg
Paola Albano

Il napoletano è una lingua o un dialetto?

A chi domanda se il napoletano sia una lingua o un dialetto, se abbia una data di nascita, prima di tutto si deve precisare che la lingua parlata partenopea è la più antica d’Italia. In questa lingua possiamo sentire l’influenza del greco antico, parlato a Napoli fino al II-III secolo d.C. e nei vari decenni il napoletano ha ricevuto l’influenza dei vari popoli che l’hanno abitata o dominata: coloni greci, commercianti bizantini, normanni, francesi, spagnoli ed anche statunitensi, che hanno contribuito con qualche vocabolo durante la II Guerra Mondiale e la conseguente occupazione di Napoli. Il napoletano è una lingua romanza con una grande tradizione letteraria.
Paola Albano nata a Napoli, laureata in Filosofia (2001) e in Scienze dei Sevizi Sociali (2007) con un master in Counseling (2007). Insegnante d’italiano, napoletano, di tecnología ed anche counselor. Traduttrice di napoletano, italiano e spagnolo.
Foto Ricardo.jpg
Ricardo Gualda

Accelerated Language Learning through Self-Immersion

This talk will present self-immersion techniques for accelerated language-learning, incorporating the latest findings in neuroscience and cognitive linguistics. It is part of a larger research project with high-performance language learners and language learners in immersion settings. This presentation will explore how to select language learning extracts, use them as learning input, and schedule daily activities (including times and frequency). Thus, learners will be able to accelerate their learning process, reaching peaks of productivity.

Dr. Ricardo Gualda holds a PhD from The University of Texas at Austin, MA and BA from the Universidade de São Paulo. He has taught at Columbia University, Universidad Central de Venezuela, and is currently an Associate Professor at the Universidade Federal da Bahia in Portuguese as a Foreign Language. He speaks 9 languages and currently researches foreign language learning in immersion and self-immersion contexts. 
Fotinha recente Lia.JPG
Lia Bitencourt

Penso, logo “sabo”
 

“É sobre” analogias, hipercorreções e modismos “abusados” por nós, “enquanto” falantes de português do Brasil. A mente humana tem plena capacidade de fazer analogia – “suposições de um modelo e sua imitação regular. (...) Mas ela tem seus caprichos, (...) não se pode dizer de antemão até onde irá a imitação de um modelo, nem quais são os tipos destinados a provocá-la” (Saussure). Nós, como linguistas profissionais, não devemos apenas supor. Precisamos ter pleno domínio da nossa língua materna e não simplesmente acatar a “propriedade da natureza humana que tem amor ao luxo, preferência pelo que é caro, aliados à ignorância de que a simplicidade é muitas vezes melhor, se não, o único bom” (Herculano de Carvalho).

Lia Bittencourt é tradutora e revisora de textos. Formada em Licenciatura em Letras Português/Inglês pela Gama Filho “extemporaneamente”, com especialização em Língua Portuguesa pelo Liceu Literário Português/UERJ. Vem de Administração/Comércio Exterior, primeira faculdade e área em que atuou por 22 anos em empresas multinacionais até ter coragem para fazer a transição de carreira, há cinco. Tem um MBA em Marketing Estratégico pela ESPM-RJ e hoje atua como tradutora nessas áreas, além de petróleo e gás e literatura. Também é professora de tradução do Curso DBB de Especialização de Tradutores, no Rio de Janeiro.

Palestrantes das edições anteriores

Raquel Ilha
press to zoom
César Melo
press to zoom
Jenny Garcia
press to zoom
Charles Chang
press to zoom
Márcia Eliasson
press to zoom
Rafael Oliveira
press to zoom
Mindy Reynolds
press to zoom
Wharlley dos Santos
press to zoom
Magdalena Golden
press to zoom
1/8

Conheça os patrocinadores e apoiadores do Poliglotar 2020

Se tiver interesse em ser nosso patrocinador, entre em contato!

Patrocínio

LOGO AA (1).png
WhatsApp Image 2020-08-10 at 14.23.59.jp
WhatsApp Image 2021-09-26 at 11.26.08.jpeg
WhatsApp Image 2021-09-27 at 17.59.48.jpeg
logo.gif

Apoio

WhatsApp Image 2020-09-05 at 19.10.40 (1
clubecpf.png
LOGO CPB quadrado.png
 

Fotos dos eventos anteriores

polis2020.png
IMG-20190923-WA0034.jpg
IMG-20180918-WA0107_edited.jpg
 
p17_edited.png
IMG_7543_edited.jpg

Contato

Envie-nos uma mensagem ou cadastre-se para receber notícias do Poliglotar!

Obrigado! Mensagem enviada.

 

INSCREVA-SE NO POLIGLOTAR!

O Poliglotar 2021 acontecerá nos dias 5, 6 e 7 de novembro de 2021 on-line, então você pode participar de onde estiver!

No sábado, dia 6 de novembro, teremos uma parte do evento presencial em Fortaleza, com limitação para 40 pessoas. Se estiver em Fortaleza, venha assistir às palestras e interagir conosco.

Local: Em todo lugar! (E parcialmente em Fortaleza, Ceará)

Valor da inscrição:

Conforme a moeda de pagamento:

R$ 50 ou 11 USD ou 10 EUR ou 9 GBP

A inscrição presencial custa R$ 80. Teremos coffee break.

De toda forma, todo o evento também acontecerá on-line e pode ser assistido de casa.

Preencha o formulário abaixo com as suas informações:

Fill in the form below with your information:

Obrigado! Informações enviadas.

Agora faça o pagamento através de uma das seguintes formas:

1) Banco do Brasil, agência 4439-3, conta corrente 7356-3.

2) Bradesco,  agência 564-9, conta corrente 122168-0.

3) NuBank,  agência 0001, conta corrente 84240951-4.

4) USD (dólar)

Account Holder: Juliano Timbó Martins
Account Number: 9600000000209854
Routing number: 084009519
Address: TransferWise, 19 W 24th Street, New York, 10010, United States

5) EUR (euro)

TW Account Holder Juliano Timbó Martins
IBAN BE76 9670 3159 6195
SWIFT / BIC TRWIBEB1XXX
Address TransferWise Europe SA, Square de Meeûs 38 bte 40, Brussels, 1000, Belgium

6) GBP (libra / pound)

Account Holder: Juliano Timbó Martins
Account Number: 73182179
IBAN: GB68 TRWI 2314 7073 1821 79
UK Sort Code: 23-14-70
Address: TransferWise, 56 Shoreditch High Street, London, E1 6JJ, United Kingdom

Titular das contas acima: Juliano Timbó Martins, CPF 840.038.393-15

Obs.: Outras opções de banco, como Caixa, etc. também estão disponíveis. Avise se preferir outro banco. Entre em contato para saber os detalhes.

4) Boleto bancário, entre em contato em julianotmartins@gmail.com para receber o código de barras.

5) Cartão de crédito, desta forma você pode parcelar:

On-line: https://mpago.la/2i5iYPx

Híbrido: https://mpago.la/1BXji9Z

Organização

headshot.jpg

Juliano Martins

Tem 41 anos e é formado em Computação pela Universidade Federal do Ceará. Depois de alguns anos trabalhando na área de Tecnologia da Informação, abandonou a carreira para tornar-se tradutor, atividade que exerce desde 2008. Fala português, inglês, francês, alemão, espanhol e italiano. Está aprendendo polonês. Tem um canal no YouTube, onde fala sobre tradução. Alguns dos seus hobbies são cinema, leitura, viajar e sair com amigos e familiares. É casado e pai de duas meninas.

WhatsApp Image 2020-06-03 at 11.41.38.jp

Walter Aragão

Amante de diferentes idiomas e culturas desde a infância, começou a estudar inglês aos 9 anos e hoje está em formação na área. É tradutor profissional e professor de inglês. Fala português, inglês, espanhol e está aprendendo japonês. Alguns dos seus hobbies são leitura, filmes, viajar, jogos, piqueniques, cozinhar e sair com amigos.

anaflavia.jpg

Flávia França

Executiva de Eventos, trabalha na área há 14 anos. Ama o que faz! Formada em Turismo e pós-graduada em Marketing Empresarial. Atualmente estudando cenografia, sua mais nova paixão! Conheceu o Clube Poliglota RJ e através dele o Poliglotar. Estuda inglês e espanhol. Amante das artes, de teatro e de museus. Apaixonada por dança e forrozeira de carteirinha.

IMG-20190902-WA0021.jpg

Robson Ribeiro

Doutorando em estudos linguísticos em inglês (UFSC)

Laboratório de Fonética Aplicada (FONAPLI)

Núcleo de Pesquisa em Fonética e Fonologia Aplicada a Línguas Estrangeiras (NUPFFALE)