Venha conhecer pessoas que se interessam por línguas e culturas estrangeiras!

12 e 13 de setembro de 2020
(TRANSMISSÃO ON-LINE)

A conferência

Palestras
Interação
Jogos
Conversação
Mercado de trabalho

Falar idiomas estrangeiros é visto por muitos como um grande desafio. Contudo, também é uma realidade para mais gente do que se pode imaginar. Esta habilidade, tão requisitada no mercado de trabalho, possibilita conhecer novas pessoas e ter acesso a novos conhecimentos. Conseguir falar um novo idioma certamente abre muitas oportunidades

 

Desde 2016, acontece anualmente a Conferência Poliglota do Brasil, o Poliglotar. Durante este evento inovador, palestras e oficinas são apresentadas sobre os mais diversos idiomas e culturas do mundo. E os participantes têm a oportunidade incrível de trocar experiências com inúmeros entusiastas e profissionais das línguas.

Além disso, os participantes podem se encontrar com outros amantes das línguas e praticar seus idiomas num ambiente de imersão, algo que normalmente não conseguimos no nosso dia a dia.

Para saber mais sobre esse fabuloso evento, que já está deixando sua marca na história do poliglotismo no Brasil, continue visitando este site e descubra mais detalhes sobre o Poliglotar.

 

Vídeos do Poliglotar

Assista aos vídeos
Poliglotar 2018
Poliglotar 2017
Poliglotar 2016

Até agora...

 

Palestrantes / Speakers

Orgulho de trazer palestrantes inspiradores de todo o mundo.
Clique na foto para saber detalhes da palestra.
Se você quiser ser um palestrante do Poliglotar, entre em contato!

Palestrantes de 2020

Outros palestrantes deste ano serão anunciados em breve.
Matías Ezequiel Barmat
Relación entre los idiomas y el periodismo
En primer lugar se dará una breve descripción de los idiomas y su rol protagónico en los medios periodísticos como instrumentos de trabajo y vehículos de comunicación. En segundo término, hablaremos de la relación de los medios con las fuentes de información, el acceso a las fuentes en su idioma de origen, y los errores cometidos debido al uso incorrecto del idioma por parte de los medios. Y en tercer y último turno, hablaremos sobre los idiomas como sistemas y sus características estructurales: cómo la gramática de cada idioma condiciona y moldea las diferentes formas de hacer periodismo.
Matías es analista de sistemas con más de diez años de experiencia en desarrollos web, y periodista deportivo especializado en básquet, considerado por medios argentinos y extranjeros como especialista en estadísticas y análisis estadístico. Creador del sitio web www.worldhoopstats.com, considerado en su momento la mayor base de datos de estadísticas gratuitas de básquet del mundo. Licenciado en Periodismo, profundo conocedor del manejo de datos y estadísticas en medios de prensa deportiva internacionales. Hiperpolíglota, hablante de 12 idiomas. Director of Recruitment de HYPIA (Hyperpolyglot International Association).
Marjolein Benschop
How to stay motivated? Insights on a healthy polyglot mindset.
Language learners often become demotivated at some point during their language learning process. They may come to think they are simply not capable enough to learn languages, when they are not learning as fast as they had hoped. A language learner might experience frustration, anxiety, jealousy and all other sorts of negative feelings, which are in the way of learning a language effectively. During this talk, I will discuss techniques that language learners can draw upon to stay motivated during the language learning process, making it a more pleasant, effective and sustainable process.
Marjolein Benschop is a Dutch Polyglot, Multilingual teacher, Language Coach and MSc in Psychology of Social Relations from the Goldsmiths University, London. During her career, she has had the opportunity to work in various countries (the Netherlands, Spain, England and Peru), teaching and helping students to learn more efficiently. Having managed to learn 8 languages (from a conversational to near-native level), she has discovered several key factors to stay motivated to learn and obtain language goals. Website: https://polyglotinsights.com/
Cristiano Ricelle Alves de Lima

Recordações do campo dos mortos: Tradução, Imigração e Direitos Humanos

A experiência como intérprete e tradutor no campo de detenção de Gatchina, na Rússia. Toda a verdade sobre a questão migratória e a experiência de Cristiano Alves como detento e tradutor/intérprete voluntário no campo de deportação da pequena cidade da Rússia.

Cristiano é fluente em inglês, espanhol e russo, que estuda desde 1999. Como freelancer, prestou serviços para diplomatas da Rússia, Alemanha, Tailândia, China, Índia, Malásia e trabalhou em grandes eventos como o encontro dos BRICS em Fortaleza-CE e no canal FOX Sports Brasil, durante a Copa do Mundo 2018, em Moscou, na Rússia. É autor de um blog sobre cultura russa, o Russificando, e de um livro ainda não publicado sobre o Exército Vermelho na Segunda Guerra Mundial.

Karina Cunha
Desvendando o mandarim
Vamos explorar alguns aspectos peculiares da língua e cultura chinesa e identificar o quê torna a China tão intrigante. Por que mandarim é uma das línguas mais difíceis do mundo e como isso afeta  o mercado de trabalho para falantes de chinês no Brasil.
Karina é tradutora profissional e professora de mandarim. Foi para a China aos 2 anos de idade e viveu lá durante 15 anos, foi alfabetizada e estudou grande parte de sua vida em escolas chinesas.
Adquiriu nível máximo (6) no teste HSK, prova de proficiência da língua chinesa. Voltou para o Brasil em 2012, após se formar em administração pela Yunnan University of Nationalities, na China, e desde então trabalha diariamente em contato com a língua chinesa. Desde 2012, Karina já trabalhou como tradutora de chinês em diversas multinacionais, prestou serviços para Câmara de Comércio Brasil-China, diversas prefeituras, lecionou chinês na Universidade Estadual do Ceará (UECE) e conta com experiência ensinando chinês para brasileiros.

Kleber Rebello

 

The Recent Brazilian Immigration to Canada: Integration into the Canadian Society.

Canada seems to have attracted the attention of many Brazilians in the past few years. They come in great numbers, mostly from the upper and upper-middle class, educated but not particularly fluent in either official language in this country. What challenges have they encountered to adapt themselves to a country so different from their own ? I plan to cover some of them in my speech.

A Canadian-Brazilian working in IT, in the early years of my career I taught English to foreign students on a part-time basis. I had Brazilian students and, the fact that I speak French and Portuguese (both the Brazilian and the Portuguese versions), I could better assist them with their issues with the English language. Noticing the increasing influx of Brazilians, I thought Poliglotar would be a good opportunity to speak about some of the challenges they face in this country.

Thaís Vieira

 

Viajar muito, por muito pouco

A gente aprende o idioma, mas também quer aprender sobre a cultura, conhecer o lugar, fazer amizade com os locais, respirar os ares daquele idioma conhecendo um novo país, mas tudo isso custa muito caro... Será? E se não precisasse ser assim? Você está convidado para uma conversa sobre viajar de uma forma alternativa, viver uma aventura fora do caminho comum. Vamos compartilhar dicas para reduzir gastos com passagens de avião, seguro viagem, hospedagem e muito mais. Afinal, existem várias formas de fazer a viagem dos sonhos (ou muitas delas!) sem ter que quebrar o porquinho.

Thaís é formada em Letras Inglês pela Universidade Estadual do Ceará e foi nômade digital por volta de 7 anos, sempre trabalhando com idiomas. Nesse período, ela mochilou por 30 países e aprendeu inglês, espanhol e francês. Hoje mora em Londres, estuda italiano e morre de saudades do calor do Brasil.

Pedro Menezes

 

How the IPA can make you a better polyglot

The International Phonetic Alphabet, also known as IPA, is an alphabet with the aim of representing all the sounds of human language. Linguists know it pretty well, since they use it to transcribe languages more precisely. Surprisingly, it is still unknown by many polyglots who maybe think it's too technical or not very practical. In my presentation I'll try to show you how knowing the basics of the IPA can be a great tool for language learning. It's going to help you (1) improve your pronunciation in the languages you already speak, and (2) learn new languages faster. Shall we?

Pedro is 28 years old and lives in Brasília, and he currently speaks 6 languages: Portuguese, English, Spanish, French, Italian and German. He learned most of these languages by himself and is currently learning Mandarin. He studied Journalism in the University of Brasília and did a master’s degree in Literature over there as well. He has a channel on YouTube called Pedro Poliglota, where he helps other people to learn languages in a self-taught way. He also gives private lessons for 4 years, specially of English, French and Spanish. This will be his second participation at Poliglotar since he gave another talk in the 2019 edition.

Natasha Gonda

A importância da marca pessoal para um tradutor

Como você quer ser visto se não aparece? Ser um profissional liberal que presta serviços requer saber se vender, ter um atendimento impecável, se tornar referência na sua área e dar as caras. Ter uma marca pessoal forte e atrativa é a base para você passar credibilidade e confiabilidade, além, é claro, de ter um currículo e um perfil bem estruturados e eficientes. Com as técnicas do marketing digital e de branding pessoal, irei te ensinar as 5 principais estratégias para você fortalecer o seu nome e a sua imagem perante o mercado dos tradutores e te ajudar a potencializar a sua cartela de clientes.

Natasha viveu 20 anos na Grécia e em 2012 veio morar no Brasil. Estrangeira e sem experiência, entendeu a importância de destacar o seu diferencial, se destacar perante a pilha de profissionais e prestar um atendimento diferenciado, ingressar no mercado de trabalho e conquistar os seus primeiros clientes. Hoje, é formada em Direito e Recursos Humanos, é referência na tradução de grego no Brasil e recentemente se tornou oficialmente professora de grego na Coletividade Helênica de São Paulo.

André Ribeiro

 

Carteira qualificada de clientes internacionais de tradução

Nesta apresentação, mostrarei, de forma dinâmica, a distribuição geográfica de meus clientes pelo mundo, como consegui inseri-los e mantê-los em meu portfólio e quais são as inúmeras vantagens de tê-los. Pretendo também falar sobre as diferentes relações com esses clientes e sobre como cada um deles tem uma abordagem peculiar, que deve ser entendida e respeitada para o bem do relacionamento a longo prazo.

André é tradutor profissional e empreendedor. Estudou Telecomunicações, Tradução e Interpretação. Tem 11 anos de carreira, tendo passado, como tradutor, por centros de aprendizagem de TI e agências de tradução como profissional CLT. Microempreendedor e microempresário desde 2016, com sólido portfólio de clientes nas Américas, na Europa e Ásia.

Lia Bittencourt

 

A Vírgula – Noções de análise sintática para dar “aquela” pausa inconclusa nos textos nossos de cada dia.

Não basta copiar a pontuação da língua fonte. A pontuação em Língua Portuguesa obedece a critérios sintáticos e não prosódicos. O enunciado não se constrói com um amontoado de palavras e orações, mas segundo princípios gerais de dependência e independência sintática e semântica a fim de não prejudicar sua função comunicativa. “Nem a toda pausa corresponde uma vírgula, nem a toda vírgula corresponde uma pausa”, como afirmou Celso Pedro Luft. É preciso ter um mínimo de compreensão da estrutura sintática para virgular corretamente.

Com uma retomada simples daquelas aulinhas de análise sintática, ficará mais fácil compreender os termos da oração e nunca mais separar os elementos que nem a morte separa.

Lia Bittencourt é tradutora e revisora de textos, com Licenciatura em Letras Inglês/Português pela Universidade Gama Filho e especialização (e amor!) em Língua Portuguesa pelo Liceu Literário Português (UERJ). Vem de Administração/Comércio Exterior, sua primeira faculdade, área em que atuou por 22 anos até tomar coragem para seguir seu sonho de criança e migrar para se tornar linguista profissional, há quatro. Também é professora de tradução do Curso DBB de Especialização de Tradutores, no Rio de Janeiro.

Rafael Oliveira

 

Versionando canções: quando a tradução precisa cantar em bom português

Existem diferenças notáveis na forma como um texto deve ser traduzido, dependendo da forma como ele vai chegar até o leitor. Um texto técnico, um romance, uma legenda de filme ou um poema possuem características distintas que devem ser observadas pelo tradutor. E quando a tradução for feita para ser ouvida? Vamos entender as peculiaridades de se traduzir uma canção, começando pela nomenclatura básica, passando pelos principais pontos de atenção para que sua tradução resulte numa versão cantável, terminando com um exemplo prático onde o método proposto será aplicado. Esta palestra é indicada para todos aqueles que preferem ouvir "Eu te amo" ao invés de "I love you".

Desde 1999, Rafael Oliveira trabalha com Teatro Musical. Já exerceu diversas funções como ator, diretor, coreógrafo e autor, mas encontrou no trabalho de versionista sua verdadeira paixão. Em 2011, criou o site "Musical em Bom Português", onde disponibiliza mais de 1.400 versões em português. Em 2017, começou a versionar para os canais Disney Channel, Disney XD e Disney Jr. Em 2018, fez sua primeira versão brasileira oficial com o premiado musical "Os Últimos Cinco Anos". Nos anos seguintes, assinou as versões de "Heathers" (2019) e "Naked Boys Singing Brasil" (2020).

Mindy Reynolds

Vocabulary Acquisition

This presentation will touch upon a number of topics related to vocabulary acquisition: word depth, word breadth, word frequency, collocations. Information on vocabulary learning for Chinese and Japanese and reference material recommendations will also be available.

Mindy was born in Cookeville, Tennessee, then lived in Daytona Beach-Florida, San Francisco-CA, and DC. With strong ties to Brazil, Sao Paulo is now her home.

Even as a child, she wanted to learn Spanish, and finally had the opportunity at 15, placed first in the US on the National Spanish Examination, with a perfect score. Then she went to boarding school on scholarship, studying Japanese, and spent 40 days in Japan with a scholarship she received from the Komatsu Corporation. She graduated from college at 17 with a degree in Foreign Languages, majoring in Spanish, minor in German (while in college also studied some French and Russian). She went on to law school in California, received a Juris Doctor, graduated and passed the bar by 22. Mindy opened her own immigration practice for several years, working primarily with the Brazilian community in California, helped immigrants in removal proceedings and some domestic violence victims, took some Italian classes at a local community college. She went to Taiwan on scholarship for 5 years, spent one year in a Mandarin language program in Kaohsiung, Taiwan, before completing 6 months of TESOL coursework, also took 6 months of Taiwanese. After 1 semester in TESOL/Linguistics program, she transferred to program in Applied Japanese Linguistics, and completed a Master’s in Applied Japanese Linguistics. She went on to pursue a Ph.D. in Asia-Pacific Studies, with a focus on Economics. She is currently finishing up thesis on domestic violence in Brazilian communities abroad. Fluent in English, Portuguese, Japanese, Mandarin Chinese, and Spanish, intermediate understanding of French, Italian, and German. Has studied Taiwanese, Russian, and Korean. Research interests include vocabulary acquisition, immigration, domestic violence, and Economics.

Wharlley dos Santos

Libras, que língua é essa? Mitos e verdades sobre a Língua Brasileira de Sinais.

Muitas pessoas não sabem ou têm uma ideia equivocada sobre a Libras, uma língua de modalidade gestual-visual utilizada na comunicação dos surdos brasileiros. Nesta palestra, vamos aprender um pouco sobre está língua tão diferente.

Wharlley é Doutorando em Estudos da Tradução, Mestre em Estudos da Tradução (PGET) na Universidade Federal de Santa Catarina Bacharel em Letras-Libras na mesma universidade.

Perito Intérprete de Libras do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região de Santa Catarina e Membro do InterTrads - Grupo de Pesquisa em Interpretação e Tradução de Línguas de Sinais. Intérprete de Libras em contextos educacionais, artísticos e audiovisuais. Professor de Estudos da Tradução no Instituto PULSO e na Agência Jurídica de Interpretação e Tradução - AJInT.

Cesar Melo

Querer é poder

Nascido numa fazenda produtora de cacau e seringueira, aprendeu a ler aos 12 anos. Aos 15 estava na 5ª série, quando teve sua primeira aula de inglês. Mas adoeceu e por isso não pode ir à escola por um mês. Quando finalmente voltou a sala de aula, era dia da prova e, obviamente, foi reprovado. A professora o chamou de burro e esse foi o estopim para a criação de uma máquina destruidora de barreiras. Querer é poder significa que quando você quer, você enfrenta os maiores obstáculos para se tornar aquilo que é seu ikigai.

César Melo nasceu em 1975 em São Gotardo, no município de Una, no estado da Bahia. Vindo de uma família muito humilde, sua infância não foi nada fácil. Aprendeu a ler aos 12 anos e teve contato com a língua inglesa pela primeira aos 15 anos. Naquele momento, ele entendeu que iria falar inglês, de uma forma ou de outra. Hoje ele é interprete simultâneo, trabalhando com: português, inglês, espanhol e italiano. Também fala francês relativamente bem. Tem duas filhas, que são a razão do seu viver, e também dois cães e dois gatos. Mora em Brasília e ama viajar. Cesar é completamente apaixonado pela profissão que escolheu, pois sabe que se torna útil no momento que serve de ponte entre pessoas que não falam o mesmo idioma. Através da interpretação, conheceu a hipnose e agora tem o conhecimento sobre a plasticidade da mente humana. Site: http://cesarmelo.art/

Otto Mendonça

Exames de Cambridge: FCE, CAE e CPE

Incrementar o currículo, melhorar a empregabilidade, estudar no exterior, morar fora... Os exames de Cambridge são indispensáveis para qualquer um desses objetivos. Saiba mais sobre as provas e como se preparar para certificar seu inglês.

Otto Mendonça é intérprete de conferências desde 2008 e tradutor juramentado de francês desde 2012. Poliglota autodidata com 8 certificados internacionais em 5 idiomas (inglês, espanhol, francês, italiano e alemão).

Fez intercâmbio na Califórnia, foi professor de inglês, guia de turismo, e já traduziu livros. Formado em Psicologia, com MBA em Turismo e Mestrado em Economia do Turismo Internacional pela Universidade de Toulouse (UT1), na França. Com perfil empreendedor, foi sócio-diretor da Habla Tradutores por 10 anos, desenvolveu curso de inglês para hotelaria e foi precursor dos Clubes Poliglotas no Brasil. A jornada profissional deu origem ao livro Provas Internacionais de Idiomas: manual do candidato. Foi examinador oral dos exames de Cambridge e do Instituto Cervantes. É idealizador do Meta CAE, curso preparatório online para o Cambridge English: Advanced (CAE).

Raquel Ilha e Otto Mendonça

Método da Tradução Simultânea

“A tradução simultânea é para mim?” Os exercícios práticos dessa apresentação ajudarão o participante a responder a essa pergunta. Falaremos brevemente da teoria no início e, em seguida, daremos o gostinho da interpretação simultânea aos participantes.

Raquel Ilha se formou em Tradução Inglês pela Universidade de Brasília em 2014. Antes de se formar, costumava ser professora de inglês para grupos de todas as idades em particular e em famosas escolas de inglês da sua cidade.

Após se formar, passou a atuar nas áreas da tradução, transcrição, legendagem, locução de podcasts, dublagem de vídeos e interpretação de conferências. Trabalha com interpretação de conferências há 6 anos, principalmente com os seguintes tópicos: Filosofia, Estética e Medicina. Tem trabalhado como legendadora para o canal do YouTube da Organização Internacional sem fins lucrativos Nova Acrópole Brasil, como dubladora e locutora da professora Lúcia Helena Galvão nos podcasts do Spotify e para o Acrópole Play. Também trabalha como intérprete da área médica na Clínica Médica Seraphis desde 2015. Atualmente, trabalha com Interpretação a Distância e com interpretação por áudio e por vídeo para várias plataformas, como Kudo, Ablio, Effectiff, Grupo Noa International, YourStream e Zoom.

Jenny García

Oportunidades laborales para traductores e intérpretes nóveles

Hablaremos de las diferentes oportunidades que existen tanto para traductores como intérpretes nóveles tanto de forma independiente como de forma dependiente. Al terminar la carrera de traducción e interpretación uno puede tener pocas nociones de lo que el mercado nos ofrece, pero luego de haber pasado 5 años desde que haber pasado por toda esa etapa de ser traductor e intérprete quiero contar mis experiencias y ver que muchas de las cosas que apliqué también puede servir a los que recién se adentran a este hermoso y maravilloso mundo.

Jenny García es licenciada en Traducción e Interpretación, traductora certificada por el Colegio de Traductores del Perú 831 para los idiomas inglés, francés y español, profesora de interpretación (recientemente) y gerente general de la empresa ESTRAD SAC desde 2018 dedicada a brindar servicios de traducción e interpretación, subtitulado y corrección de textos. Actualmente se encuentra estudiando Derecho como segunda carrera profesional.

Magdalena Golden

I want to learn Polish! Where do I start?

While often regarded as not the most useful of languages, Polish appeals to many polyglots as it presents a formidable challenge. With its seven cases, perfective and imperfective aspect of verbs, a wide selection of prefixes and vocabulary that seems to be made of only the last five letters of the alphabet, it is often judged to be among the hardest languages to learn. It is no wonder then that many polyglots are interested in learning it just for fun. With a complex grammar, it might be difficult, however, to know where to start. This talk will be neither a crash-course nor a formal exhaustive presentation of all the features of the language. Think of it, rather, as a teaser or a roadmap - a place to start an adventure regardless of whether you're going to continue it on your own, with a language exchange partner or a teacher.

Magdalena was born in Poland and lived in a few EU countries, collecting languages along the way, before settling in Italy. She's passionate about online education and teaches Polish and English while also pursuing an MA in Applied Linguistics.

Palestrantes das edições anteriores

1/6

Conheça os patrocinadores e apoiadores do Poliglotar 2020

Se tiver interesse em ser nosso patrocinador, entre em contato!

Patrocínio

LOGO AA (1).png
YOURSTREAM-Icone-07.png
WhatsApp Image 2020-08-10 at 14.23.59.jp

Apoio

pantoufle.png
WhatsApp Image 2020-08-09 at 11.59.45.jp

Patrocinador Diamante

satsuma.png
 

Fotos dos eventos anteriores

 

Contato

Envie-nos uma mensagem ou cadastre-se para receber notícias do Poliglotar!
 

INSCREVA-SE NO POLIGLOTAR!

Veja os preços do Poliglotar 2020, que acontecerá nos dias 12 e 13 de setembro de 2020 on-line, então você pode participar de onde estiver!

Local: Em todo lugar!

Valor da inscrição:

Conforme a moeda de pagamento:

R$ 50 ou 11 USD ou 10 EUR ou 9 GBP

OBS.: Em caso de desistência, o valor pode ser reembolsado até 1 mês antes do evento.

Preencha o formulário abaixo com as suas informações:

Agora faça o pagamento através de uma das seguintes formas:

1) Banco do Brasil, agência 4439-3, conta corrente 7356-3.

2) Bradesco,  agência 564-9, conta corrente 122168-0.

3) NuBank,  agência 0001, conta corrente 84240951-4.

4) USD (dólar)

Account Holder: TransferWise FBO Juliano Timbó Martins
Account Number: 8310318957
Wire Transfer Number: 026073008
SWIFT / BIC: CMFGUS33
Routing number (ACH or ABA): 026073150
Address: TransferWise, 19 W 24th Street, New York, 10010, United States

5) EUR (euro)

TW Account Holder Juliano Timbó Martins
IBAN BE76 9670 3159 6195
SWIFT / BIC TRWIBEB1XXX
Address TransferWise Europe SA, Square de Meeûs 38 bte 40, Brussels, 1000, Belgium

6) GBP (libra / pound)

Account Holder: Juliano Timbó Martins
Account Number: 73182179
IBAN: GB68 TRWI 2314 7073 1821 79
UK Sort Code: 23-14-70
Address: TransferWise, 56 Shoreditch High Street, London, E1 6JJ, United Kingdom

Titular das contas acima: Juliano Timbó Martins, CPF 840.038.393-15

Obs.: Outras opções de banco, como Itaú, Caixa, etc. também estão disponíveis. Avise se preferir outro banco. Entre em contato para saber os detalhes.

4) Boleto bancário, entre em contato em julianotmartins@gmail.com para receber o código de barras.

5) Paypal, desta forma também pode pagar parcelado no cartão de crédito.

On-line

R$ 50 (cinquenta reais)

Organização

Juliano Martins

Tem 40 anos e é formado em Computação pela Universidade Federal do Ceará. Depois de alguns anos trabalhando na área de Tecnologia da Informação, abandonou a carreira para tornar-se tradutor, atividade que exerce desde 2008. Fala português, inglês, francês, alemão, espanhol e italiano. Está aprendendo polonês. Tem um canal no YouTube, onde fala sobre tradução. Alguns dos seus hobbies são cinema, leitura, viajar e sair com amigos e familiares. É casado e pai de duas meninas.

Walter Aragão

Amante de diferentes idiomas e culturas desde a infância, começou a estudar inglês aos 9 anos e hoje está em formação na área. É tradutor profissional e professor de inglês. Fala português, inglês, espanhol e está aprendendo japonês. Alguns dos seus hobbies são leitura, filmes, viajar, jogos, piqueniques, cozinhar e sair com amigos.

Flávia França

Executiva de Eventos, trabalha na área há 13 anos. Ama o que faz! Formada em Turismo e pós-graduada em Marketing Empresarial. Atualmente estudando cenografia, sua mais nova paixão! Conheceu o Clube Poliglota RJ e através dele o Poliglotar. Estuda inglês e espanhol. Amante das artes, de teatro e de museus. Apaixonada por dança e forrozeira de carteirinha.

Gustavo Rocha

Fotógrafo, tradutor e professor de inglês/espanhol. Graduado em Tecnologia da Informação e Comunicação, Gustavo trocou os computadores pelas câmeras e pelos idiomas. Fluente em português (língua materna), inglês, espanhol, holandês e atualmente segue aprendendo o alemão e grego. Amante das artes, em especial da fotografia documental, uniu o amor pela fotografia com os idiomas e esteve presente como fotógrafo oficial do Poliglotar 2019 em São Paulo/SP.

Gustavo Hellmeister

Aos 22 anos é fluente em inglês e graduado em Hotelaria pela Universidade Federal Fluminense. Atuante na área de eventos, é admirador do segmento de produção, tendo como objetivo desenvolver projetos e gerenciar equipes. Alguns dos seus hobbies são cozinhar, sair com amigos, produzir textos e esquetes de comédia.